quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Eduardo Jorge (PV) anunciou apoio à Aécio Neves e disse que ficar neutro não é "patriotismo"

BRASÍLIA — O PV decidiu, no começo da tarde desta quarta-feira, apoiar a candidatura do presidenciável Aécio Neves (PSDB) no segundo turno. A votação terminou em 33 votos para apoiar Aécio, 6 para apoiar Dilma Roussef (PT), e 3 abstenções.
Ao dar entrevista, o candidato do PV no primeiro turno, Eduardo Jorge, disse que o partido quer a alternância de poder e o partido não iria se omitir em 2014 como fez na eleição de 2010. Mas Eduardo Jorge disse que o apoio será crítico e independente. Para ele, ficar neutro - como o PV ficou em 2010 - não é uma "posição patriótica".
Entre os 33 que votaram a favor, estão o próprio Eduardo Jorge e ainda o deputado Zequinha Sarney (PV-MA), que votou por telefone em favor do tucano.
Em seguida, Eduardo Jorge anunciou que hoje mesmo vai se encontrar com Aécio, para entregar o documento de quase quatro páginas.
- O PV não se omite no segundo turno. Estamos indicando que Aécio é o melhor para o país. Por uma questão de mérito, o PV indica Aécio. Mas com dois elementos muito importantes: o crítico e o de independência. É crítico porque não vamos arriar as bandeiras que levantamos no primeiro turno e independente porque não estamos pedindo nada - disse Eduardo Jorge.
O Globo


Nenhum comentário:

Postar um comentário