sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Advogado afirma que não cometeu crime de assédio sexual com contadora e diz que site usou de má fé



Considerado um dos maiores advogados do país, atuando em grandes casos, em defesa de grandes nomes no país, Dr. Aluísio Lundgren Corrêa Régis, foi alvo de matéria em um dos sites de Campina Grande-PB, o site “A Palavra”, que o destacou num artigo que o acusava de cometer assédio sexual. O site usou o portal “Correio Brasiliense” como fonte, onde o brasiliense trazia uma matéria onde à contadora do doleiro Alberto Youssef negava ou desmentia acusações de extorsão.
Comparemos os dois títulos:
Correio Brasiliense:
Jornal Online “A Palavra”:
Dr. Aluísio Lundgren é paraibano, muito conhecido no mundo jurídico, inclusive, pelo próprio redator do site a palavra, o qual teve no advogado Lundgren, um braço amigo, quando o defendeu e o ajudou com um habeas corpus, no ano de 2006, com processo, onde a decisão do processo foi confirmada, e o advogado logrou sucesso junto ao STF na conquista do Habeas corpus para o então Jornalista Marcos Marinho.
Em conversa com a nossa redação, Dr. Aluísio Lundgren se mostrou muito triste, pois não esperava uma atitude de um renomado jornalista de sua terra, a Paraíba. Lundgren destacou ainda que não cometeu nenhum crime de assédio sexual, pois a contadora do doleiro não era sua funcionária, e o que ele conversou com ela, teria sido táticas para proteger seu cliente, pois ele queria acabar logo com o jogo e dispensa-la.
“Não sei o porquê do interesse que o jornalista conduziu a matéria de forma ofensiva, pois nunca demonstrei nenhuma insatisfação em relação a ele, pelo contrário, eu o ajudei. Minha imagem ficou denegrida e minha honra. Estarei processando o site por conduzir meu nome de maneira negativa, pois não cometi crime nenhum. Não existe assedio sexual no caso, pois ela não é minha funcionária. O assédio sexual é caracterizado quando trata-se do abuso do poder. ” Destacou Lundgren. 
O Caso que envolve a contadora Meire Poza:
Contadora do doleiro Alberto Yousseff, Meire Poza, esteve na câmara dos deputados e abriu o jogo em relação aos crimes cometidos pelo esquema do doleiro, que foi deflagrado na Polícia Federal como “Lava jato”. Ela esteve no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados na quarta-feira (13/08/14) para dar detalhes do envolvimento de Luiz Argôlo, deputado federal pela Bahia, e o doleiro.
capa da vejaMeire se mostrou ser uma pessoa fria e calculista, corajosa e suficientemente capaz de atuar no mundo do crime, pois segundo a revista Veja, ela conhecia todos os trâmites ilegais cometidos pelo doleiro, no qual ela própria estava envolvida com sua empresa de contabilidade.
Foi em um encontro com a contadora que o advogado Aluísio Lundgren jogou de suas táticas (Blefe) para tentar encoraja-la a abrir o jogo sobre o que pensava sobre seu cliente. Como advogado, as coisas tem que ser trabalhadas como uma escalação de um grande time, taticamente.
Além de ser consagrado como um dos maiores advogados desse país, Dr. Aluísio Lundgren Corrêa Régis também é um dos grandes articuladores políticos do litoral sul do estado da Paraíba, pois tem méritos para tal. Nas eleições de 2008 esteve ao lado do pai, o qual foi eleito prefeito do município de Conde, e no ano de 2012 se empenhou na campanha da mãe, hoje, a prefeita Tatiana Corrêa. Ele também fez toda a articulação juntamente com a mãe para apoiar o então presidente da câmara de Conde, o vereador Denis Pontes De Oliveira.

Da redação com informações do advogado Aluísio Lundgren. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário