terça-feira, 22 de maio de 2012

EU NÃO TENHO FUNCIONÁRIOS FANTASMAS E NEM FALTOSOS AFIRMA VITAL DO RÊGO FILHO.


           SENADOR NEGA ACUSAÇÕES E SE DIZ SURPRESO COM DENUNCIA CONTRA SU GABINETE.
O senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), presidente da CPI do Cachoeira, que investiga a relação do empresário Carlos Augusto Ramos com políticos e autoridades, negou nesta terça-feira (22) que tenha uma funcionária fantasma em seu gabinete na Paraíba.
“Eu tenho uma funcionária que tem regularidade no serviço do meu gabinete. Eu fui surpreendido com a notícia”, afirmou.
Reportagem do jornal “Folha de S. Paulo” desta terça aponta a estudante Maria Eduarda Lucena dos Santos como a suposta funcionária fantasma do gabinete do senador. Pai da estudante, o jornalista Adelson Barbosa afirmou em entrevista ao jornal que sua filha é contratada por Vital do Rêgo para pagar os serviços que ele presta ao senador.
Maria Eduarda é uma das estudantes que disputa na Justiça a autoria do refrão da música "Ai, se eu te pego".
“Eu não tenho nenhum funcionário fantasma nem faltoso. O que aconteceu é que me veio uma informação às 11 da noite de ontem e eu estava saindo de uma reunião da CPMI e, quando soube, tomei as providências necessárias; abri uma sindicância interna; liguei para o meu gabinete e fui informado de que a funcionária presta um serviço regular”, disse Vital do Rêgo.
O senador disse que em três ou quatro dias terá um relatório detalhado sobre as atividades desenvolvidas pela funcionária. Só então, afirmou, decidirá se a mantém ou não em seu quadro de funcionários. “Por enquanto, está tudo absolutamente regular”.
Sobre a declaração do pai da funcionária de que era ele quem executava as tarefas, o senador disse que “ele [o pai] informou equivocadamente”.
Mais cedo, parlamentares cobraram uma explicação do peemedebista. Vital do Rêgo foi defendido pelo senador Humberto Costa (PT-PE), que é relator do processo por quebra de decoro contra o senador Demóstenes Torres (sem partido, ex-DEM-GO) no Conselho de Ética do Senado. Demóstenes é suspeito de envolvimento com Cachoeira.
"Tenho plena confiança na idoneidade do senador Vital do Rêgo e tenho certeza que ele explicará a contento essas acusações. Acho que há em curso uma tentativa de desacreditá-lo na presidência da CPI na medida em que ele tem atuado de forma muito firme, muito dura, no sentido de não permitir que haja desvio do foco central da nossa atuação na CPI, que é a investigação desta organização supostamente dirigida pelo sr. Cachoeira", avaliou Humberto Costa.
Fonte: UOL

                                                                           INÍCIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário