terça-feira, 13 de maio de 2014

Policiais militares de Pernambuco entram em greve por tempo indeterminado

Os policiais militares de Pernambuco deflagraram greve por tempo indeterminado após uma assembleia realizada na frente do Palácio das Princesas, na área central do Recife, na noite desta terça-feira (13). A categoria já estava em estado de greve há 15 dias, mas como não conseguiu negociar as reivindicações com o governo nesta tarde decidiu parar as atividades. Cerca 90% dos policiais militares aderiram à greve.
A categoria solicita plano de carreiras, aumento de 50% do salário para tenentes e soldados e 30% para oficiais, além do aumento do valor do vale-alimentação de R$ 154 para R$ 500.
Cerca de cinco mil bombeiros e policiais militares de Pernambuco foram às ruas nesta tarde. Eles passaram pelas principais ruas do Centro até chegar à sede do Governo de Pernambuco. Representantes da categoria foram recebidos pelo secretário da Casa Civil, Luciano Vasquez, e pelo chefe da Casa Militar, coronel Mário, para apresentar a pauta.
Do NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário