domingo, 12 de abril de 2015

Vereador Sanderson lamenta atrasos na adutora de Conde e diz que o povo é vítima de politicagem



A falta de água no município de Conde é uma herança política maldita, disse o parlamentar. – “Nós somos vítimas de politicagem sim”.
O vereador Sanderson Duarte destacou na tribuna da câmara municipal de Conde, na sessão desta segunda-feira 06/04/15, que a cidade de Conde vive esse atraso com a implantação do sistema de abastecimento por conta da política e drama já acontece há trinta anos. O drama se arrasta desde a construção da barragem Gramame Mamuaba.
A barragem fica na divisa entre Conde e Santa Rita, o que deveria de imediato, beneficiar o povo condense, mas quando a barragem foi construída, por conta do prefeito da época não apoiar o governador, a tão sonhada água banhou as portas de Conde, mas foi levada para outras cidades da grande João Pessoa, deixando o povo condense a padecer com a necessidade de se ter água potável.
A política se repete nos dias atuais.
O parlamentar lamentou a falta de compromisso do estado em concluir a obra, que segundo ele, falta menos de 30% de seu termino. – “A empreiteira da obra já se pronunciou e disse que não concluiu por falta de pagamento. Na realidade o que falta é interesse político. Somos vítimas de politicagem sim” Frisou Sanderson.
Possível motivo político para a retaliação ao povo condense
O vereador acha que o governo ainda não concluiu a obra por conta de que a prefeita de Conde não apoiou o atual governador Ricardo Coutinho, mas garantiu que a obra que foi garantida para ser entregue em menos de 10 meses, foi só para angariar votos.
“É uma obra que foi estimada em Dez meses, mas já passou do prazo há mais de um ano. Estamos há mais de vinte meses, então já dobrou o tempo. Então não existe uma explicação plausível pra isso, a não ser política” Destacou Sanderson.
Duarte ressaltou que o governador teve a grande maioria dos votos no município de Conde e que o povo que lhe votou, votou por ter esperança e acreditar.
“Agora uma coisa que eu questiono é a falta de compromisso do estado, é a falta de palavra do estado, é a falta de zelo com o morador condense e fazer o morador condense ser vítima de politicagem, porque muitos dos que votaram, votaram sim, esperando que a água de Conde chegasse” Destacou.
O vereador lamentou que uma cidade rodeada por água, a população ter que comprar água potável para beber em um carro que passa vendendo nas portas das pessoas.
          
Por Arimatéia Sousa/ Portal Conde News.

Nenhum comentário:

Postar um comentário