terça-feira, 14 de abril de 2015

Guarda Municipal de João Pessoa entra em greve por tempo indeterminado



Os guardas municipais de João Pessoa entraram em greve nesta segunda-feira (13) e realizaram uma manifestação em frente ao Centro Administrativo Municipal da Capital. Após o protesto, o secretário de Segurança Pública e Cidadania do Município, Geraldo Amorim, disse que só volta a negociar com a categoria se ela suspender a greve e voltar ao trabalho.
O protesto teve inicio após os guardas municipais decidirem encerrar o diálogo com a prefeitura, que teria se negado a negociar aumento salarial antes da data base da categoria.
“Explicamos a situação, cedemos a todos os pontos que eles estavam reivindicando na pauta, menos o salarial, porque a data base deles é em junho”, disse o secretário.
Amorim também falou que acha o movimento grevista precipitado e que só volta a negociar com a categoria caso ela retorne ao trabalho.
Segundo o presidente do sindicato dos Guardas da capital, Joalisson Barros, eles querem a recuperação da perda salarial em torno de 30%.  O salário base é R$ 805,00 e eles querem ganhar R$ 1.100.
Joálisson afirmou que a paralisação é por tempo indeterminado e denunciou a falta de equipamentos dos guardas como um dos motivos da greve.
Os servidores da GM buscam a valorização da categoria e a aquisição de equipamentos para desempenharem um bom trabalho.




Conde News com Correio    

Nenhum comentário:

Postar um comentário