sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Vídeo: policial que matou a ex companheira em Dona Inês conta detalhes do crime."Até quem lavava as calcinhas dela era eu".

O motorista da Polícia Civil da cidade de Belém,  Moacir Firmino de Oliveira, 57 anos, residente em Bananeiras, que confessou ter assassinado a ex companheira na manhã desta quinta-feira (09), no Sítio Miguel, no município de Dona Inês, na região do Curimataú paraibano, concedeu entrevista ao Portalmidia.net e falou sobre o caso. Segundo ele, o crime foi motivado por traição.

Moacir - Acusado do homicídio/Foto: Edu Chaves
Moacir – Acusado do homicídio/Foto: Edu Chaves

Durante a entrevista, ele chorou algumas vezes e disse que sempre foi e é um homem de bem, além de um pai sempre presente na vida dos filhos, mesmo depois de ter se separado da vítima.
Moacir disse que na noite da quarta-feira (08), foi informado por um dos seus filhos de 14 anos, que possivelmente a sua esposa e mãe do adolescente, estaria tendo um caso amoroso com outro homem, há cerca de dois anos, pois ela costumava falar ao telefone reservadamente e quando o garoto se aproximava ela o agredia com palavrões e mandava que ele saísse de perto dela, possivelmente para que ele não soubesse com quem ela conversava. Isso teria motivado o mesmo a se dirigir até a residência dos pais da mesma, onde ela estava residindo atualmente, com o objetivo de pegar o telefone celular dela para tentar identificar o amante.
O delegado regional da 8ª Delegacia Seccional da Polícia Civil, Luciano Soares, também falou com a nossa equipe e disse quais os procedimentos a serem adotados e qual seria o destino do acusado.
Assista à entrevista no vídeo abaixo e comente
                   

PortalMidia.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário