sábado, 27 de outubro de 2012

SÉRGIO LOURENÇO ABRE O JOGO E DIZ QUE FOI FORÇADO A DESISTIR DE CANDIDATURA PELO GRUPO DO PT NA CIDADE DE CONDE- PB.


                     UM VERDADEIRO RACHA NA POLITICA DE CONDE.
A tão esperada entrevista do presidente do PSC de Conde- PB Sérgio Lourenço aconteceu na tarde desta quinta-feira 25 em seu escritório no centro de Conde.
Provocamos os mais profundos e diversos esclarecimentos dos fatos de sua candidatura como prefeito de Conde a sua desistência como vice-prefeito na chapa da junção do PSC com o PT de Conde.
Sérgio começou falando que teve um almoço com o candidato do PT em sua paroquia em Bayeux, no qual selaram uma aliança para o pleito deste ano, pois Sergio disse que os dois candidatos eram fichas limpas e não poderiam estar em palanques diferentes.
Sergio Lourenço falou que não declarou os acontecimentos durante a campanha para não desestabilizar a candidatura do PT, palanque no qual ele teria dado sua palavra e cumprido a aliança até o dia sete (7) de outubro do corrente ano.
Sergio Lourenço declarou que estava sendo excluído das reuniões da cúpula do PT e se sentiu humilhado, perseguido e desabafou também que tentaram arrebatar a candidatura do vice, candidatura a qual pertencia ao partido do PSC pela aliança que fizeram.
“Eu fiz uma pergunta direta ao majoritário: O senhor quer ganhar a eleição comigo ou perder a eleição sem mim? E ele preferiu perder a eleição sem mim, e de fato, foi o que aconteceu” declarou Lourenço.
Perguntado se teria sofrido retaliação, rejeição e discriminação dentro da junção do PT com o PSC, Sérgio respondeu claramente que sim, a partir do momento em que a união foi feita ele passou a ser discriminado por alguns membros do PT.
Sergio declarou que alguns nomes do PT foram citados para assumir a vaga do vice, mas juridicamente a vaga era do PSC, o que Sergio declarou a ser um estopim para fazer com que ele desistisse da candidatura de vice-prefeito do padre politico.
Lourenço acabou declarando que a candidatura do PT desmoronou depois de seu afastamento da campanha, o que conotou em uma imagem muito negativa para o PT após as perseguições sofridas por ele dentro do patido.
Em relação a receber a noticia na tarde do dia 7 de outubro sobre a vitória da candidata eleita pelo PTdoB Tatiana Corrêa, Sérgio declarou que justiça foi feita, pois o PT não soube articular para acompanhar a candidata eleita nas eleições deste ano na cidade de Conde. Sérgio Lourenço também parabenizou a prefeita eleita e disse que ela agora é a prefeita de todos e que o PSC poderia em 2016 estar coligado com o grupo de Tatiana Corrêa.
Em relação a 2014 e 2016, Lourenço declarou que já estar à disposição do partido estadual para concorrer como deputado federal nas eleições de 2014, e em 2016, ele declarou que estar aberto a dialogar com a prefeita eleita para uma possível composição, mas só o futuro determinará os acontecimentos.
Sérgio também declarou que não tem nenhum problema jurídico envolvendo seu nome nas instancias da justiça brasileira e disponibilizou as certidões para provar sua dignidade.
Conclusão:
Então temos um entendimento do que aconteceu com o candidato perseguido Sérgio Lourenço: Alguns membros do PT não ficaram satisfeitos com a presença de Lourenço na composição e pediram ao padre a qualquer custo que o seu candidato à vice (Sergio Lourenço) fosse afastado, momento em que surgiram alguns nomes para substitui-lo, mas por direito, a vaga de visse pertencia ao PSC, foi quando entrou em cena o irmão Kaká como candidato a vice-prefeito do padre pelo PSC.
Mas que o irmão Sérgio Lourenço se sentiu desprezado, discriminado e perseguido pelo candidato do PT se sentiu.
O Portal Conde News estar aberto ao dialogo a quem interessar o direito de resposta na competência desta reportagem.


Veja as certidões abaixo:






Da redação por Arimatéia Sousa
Portal Conde News.

                                                           INICIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário